Em via de nova eleição, opositores se unem para montar chapão contra Lúcio Flávio

Decisão de desembargador fortalece tese de novo pleito na seccional goiana da OAB e chapas derrotadas em 2015 se preparam para disputa

Após mais uma decisão em desfavor do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil na ação que pede a anulação da eleição de 2015 na seccional goiana, grupos de oposição ao presidente Lúcio Flávio de Paiva Siqueira já se articulam nos bastidores para sua “sucessão”.

Na verdade, desde a semana passada — quando a juíza federal Adverci Rates Mendes de Abreu, da 20ª Vara da Justiça Federal de Brasília (DF), suspendeu a decisão que autorizava o registro de candidatos da então chapa OAB Que Queremos e determinou nova eleição — integrantes das chapas derrotadas OAB Independente e OAB Forte abriram conversações.

O objetivo é formar um chapão único da oposição, composto inclusive por advogados que fazem parte da atual administração, mas estariam insatisfeitos — não só com a gestão em si, mas com a própria decisão do presidente de ter mantido candidatos inelegíveis na chapa.

Ainda não foi decidido quem será o candidato à presidência, no entanto, Enil Henrique (presidente tampão que disputou a reeleição em 2015) já foi descartado.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.