Em Trindade há o consenso de que o candidato de Jânio Darrot vai ser eleito prefeito

O líder tucano deve trabalhar pela união da base e o que estiver melhor nas pesquisas tende a ser o candidato a prefeito

Entre os políticos de Trindade há pelo menos três ideias consensuais.

Dr. Antônio, do DEM | Foto: Portal da Assembleia

Primeira: o deputado estadual Dr. Antônio, do DEM, seria uma espécie de “cavalo paraguaio” — daqueles que saem “afobados” na frente, no meio do caminho cansa e acaba por terminar a corrida em segundo e até em último lugar. Os políticos sugerem que até o mais animado dos eleitores sai “desanimado” de uma conversa com o postulante do partido Democratas. “O Dr. Antônio é boa pessoa, mas é modorrento, cansativo. Ninguém sabe exatamente o que ele pensa a respeito dos fatos. Parece tucano, raramente sai de cima do muro. É do tipo de postulante que começa forte, mas vai desidratando durante a campanha. Duvido até que ele será candidato”, postula um vereador, que diz ter simpatia pelo médico e deputado. “Ele é do bem, mas isto não basta para ganhar uma eleição.”

George e Flávia Morais | Foto: reprodução

Segunda: George Morais (PDT), sobretudo por causa de sua mulher, a deputada federal Flávia Morais (PDT), tem força política. Mas em Trindade ninguém sabe de fato se ele pode ser candidato a prefeito. Porque enfrenta problemas judiciais há anos, inclusive no campo da probidade administrativa. Aliás, se for candidato, durante a campanha, vão pesar contra o médico e ex-prefeito os processos e as denúncias que cercaram sua gestão. “Comenta-se que George Morais pode ser vice do Dr. Antônio, na tentativa de o governo do Estado construir uma chapa mais consistente, eleitoralmente, na cidade. O problema é a aliança entre o ‘desânimo’ do Dr. Antônio e os processos judiciais de George Morais. Será que o deputado quer passar a campanha explicando a história da vida administrativa de seu vice?”, pergunta um político local, ex-eleitor de Flávia Morais. Um pedetista, de Goiânia, contrapõe: “George tem mesmo um histórico complicado, mas não quer ser vice. Ele planeja disputar a prefeitura. Advogados estão cuidando de seu caso e acreditam que o marido da deputada poderá ser candidato”.

Marden Junior: pré-candidato do Patriota| Foto Divulgação

Terceira: há o consenso de que assim que o prefeito Jânio Darrot, presidente estadual do PSDB, definir o seu nome na cidade, que apontar o dedo e disser “será este”, ele crescerá nas pesquisas e, aos poucos, assumirá a liderança. Com a tendência de ser eleito prefeito.

Jânio Darrot: o prefeito é o grande eleitor e o “general”  (mais do que cabo) eleitoral em Trindade | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Jânio Darrot é muito bem avaliado como gestor e a cidade não quer partir para uma aventura, por isso a tendência, segundo políticos locais, é apoiar um candidato bancado pelo prefeito. O vereador Marden Júnior, do Patriota, articula bem e tem avaliação positiva. Sua ligação com o prefeito é forte. Se for definido como candidato, e a tendência é que seja, tende a ser o próximo prefeito de Trindade. Alexandre César, do PSD, e Jeann Carlos, do PRTB, também querem o apoio de Jânio Darrot. A tendência é que, daqui a alguns meses, a base governista se reúna para definir um único nome. Unido, o governismo é um exército eleitoral poderoso. Dividido, pode acabar ajudando os projetos de Dr. Antônio ou de George Morais. O que se comenta é que, na hora agá, o prefeito consegue reunir sua base política.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.