Edward Madureira, reitor da UFG, diz que não disputa mandato político em 2022

O reitor informa que está focado em resolver os problemas da UFG e, como presidente da Andifes, das demais universidades

O reitor da Universidade Federal de Goiás, Edward Madureira, de 58 anos, disse ao Jornal Opção na segunda-feira, 17, que poderia disputar a reeleição. Mas optou por abrir espaço para novos dirigentes. Ele está no terceiro mandato. No domingo, 16, o Jornal Opção publicou uma nota informando que petistas planejam lançá-lo para governador em 2022. Mas o doutor em Agronomia sublinha que não tem nenhum projeto político para o próximo ano.

Professor Edward Madureira Brasil, reitor da UFG e presidente da Andifes| Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

“Eu me desfiliei do PT para poder cuidar da universidade de modo suprapartidário. E, como presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), tenho de trabalhar por todas as unidades. O objetivo é melhorar a situação da UFG e das demais universidades federais”, afirma Edward Madureira. “Portanto, não me passa pela cabeça sair candidato a governador ou a qualquer outro cargo político. Insisto: não penso em disputar nenhum cargo político em 2022. Só penso em resolver o problema da universidade brasileira. Em 2014 as universidades tinham um orçamento de 10,7 bilhões de reais. Sete anos depois, em 2021, as universidades têm um orçamento de 4,2 bilhões”, frisa o reitor da UFG.

“Não estou conversando com nenhum partido político, nem mesmo com o PT, pelo qual disputei mandato de deputado federal, em 2014”, sublinha o reitor da UFG. O mandato de Edward Madureira termina em janeiro de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.