Eduardo Machado pede demissão da Metrobus

O presidente do PHS precisa ter agenda livre para dialogar com os integrantes do partido em todo o país

Eduardo Machado pediu demissão do cargo de presidente da Metrobus pela segunda vez.

O motivo não tem a ver com os problemas financeiros da empresa, e sim com a falta de disponibilidade da agenda do político e gestor, que é presidente nacional do PHS.

Com frequência, Eduardo Machado precisa viajar para encontros do partido em vários Estados.

Aliado incondicional do governador Marconi Perillo, a quem admira como gestor e articulador político, o líder do Partido Humanista é cotado para uma secretaria extraordinária.

Deixe um comentário