Duas mulheres podem figurar na chapa majoritária capitaneada por Zé Eliton

 A senadora Lúcia Vânia planeja disputar a reeleição e Raquel Teixeira é cotado para a vice

Raquel Teixeira e Lúcia Vânia: a presença de duas mulheres competentes pode conferir uma imagem mais moderna e arejada à chapa governista

O programa Goiás na Frente congestionou o meio-campo da base governista. Muitos políticos querem disputar o Senado e a vice do pré-candidato do PSDB a governador, José Eliton. Na lista figuram Jovair Arantes (PTB), Thiago Peixoto (PSD), Heuler Cruvinel (PSD), Henrique Arantes (PTB), Célio Silveira (PSDB), Wilder Morais (PP), Demóstenes Torres (PTB), Francisco Júnior (PSD). Até Daniel Vilela, do PMDB, tem sido mencionado como possível vice.

Recentemente, os deputados federais Célio Silveira e Thiago Peixoto se estranharam e trocaram farpas das mais pontiagudas. Há duas interpretações. Primeira: os dois disputam o maior colégio eleitoral do Entorno de Brasília, o município de Luziânia, administrado por um aliado do parlamentar pessedista, o prefeito Cristóvão Tormin (PSD), rival radical de Célio Silveira. Segunda: os dois lutam para ser vice de José Eliton.

Por que (quase) todos querem ser vice de José Eliton? Porque suas chances de vitórias são cada vez mais altas. Ele assume o governo em 2018 e vai inaugurar as principais obras do Goiás na Frente. Quer dizer, terá um capital político imenso. Segundo, se for eleito, não poderá disputar a reeleição. Seu vice será, em 2022, candidato natural à sucessão.

Porém, enquanto os homens, seres contenciosos, brigam, duas mulheres, muito articuladas, costuram alianças para obterem vagas na chapa majoritária. A secretária da Educação, Raquel Teixeira, é cotada para disputar mandato de deputada federal ou estadual. Mas há quem aposte que, filiando-se ao PSD ou ao PTB, pode ser a vice de José Eliton. A educadora tem prestígio e discurso. Já a senadora Lúcia Vânia, que estava ficando fora da chapa majoritária, rearticulou-se e reaproximou-se da base aliada e, hoje, é cotada para disputar a reeleição.
Duas mulheres (e consistentes politicamente) na chapa dariam um ar mais moderno e charmoso ao grupo de José Eliton e Marconi Perillo. Pode ser um diferencial.

Deixe um comentário

wpDiscuz