Duas mulheres disputam o direito de administrar a cidade de Ipameri

O empresário Bartolomeu Honório do Nascimento é apontado como figurante. Disputa é mais forte entre a prefeita Daniela Vaz Carneiro e a ex-vice-prefeita Ludmila Cozac

Daniela Vaz Carneiro 2

Ipameri é a cidade das amazonas — mulheres fortes, competentes e criativas. Procede que, no pleito deste ano, há um homem na disputa, Bartolomeu Honório do Nascimento, empresário do ramo de supermercado. Postulante pelo PMDB, Bartolomeu tem como vice Ailton Vaz, do DEM. Mas, segundo dois experts na política do município, “não tem chance alguma de se eleger”. Por mais que seja sempre temerário fazer este tipo de comentário, porque, como dizem, política é mesmo uma “caixinha de surpresas” (como o futebol).

O fato é que duas mulheres são favoritas para a disputa — Ludmila Cozac (foto abaixo, de seu facebook), do PR, e a prefeita Daniela Vaz Carneiro (foto acima, de seu Facebook), do PSDB. Ludmila tem como vice Carlos Roberto Sousa, o Doutor Beto, do PSD. Beto é o vice-prefeito, mas rompeu com a prefeita tucana.

Ludmila Cozac 1

Ludmila Cozac é professora e foi vereadora e, na gestão passada, vice-prefeita. É apontada como consistente e carismática. Daniela Vaz tem como vice José Roberto Marot, do PV. Trata-se de um médico conceituado.

Segundo especialistas na política do município, Ludmila Cozac e Daniela Vaz estão praticamente empatadas, com ligeira vantagem para a segunda. “Qualquer uma delas pode ganhar. Daniela, por ser prefeita, conta com uma estrutura maior. Porém, ao mesmo tempo, há o fato de que tem desgaste por ser prefeita. O eleitorado pode votar pela renovação”, afirma um dos especialistas. O quadro eleitoral está, portanto, inteiramente aberto — sem favorito (ou favorita) absoluto. Fazer uma campanha bem feita, com projetos críveis, será decisivo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.