Na eleição para prefeito de Abadiânia em 2020, o prefeito Zé Diniz (José Aparecido Alves Diniz), do pP de 59 anos, foi reeleito com 55,16% dos votos válidos. Ele superou Tenente Alessandro (Alessandro Silvério de Almeida), do PDT, que obteve 36,67%.

Reeleito, Zé Diniz não pode disputar a eleição de 2024 e, por isso, vai apoiar Itamar Vieira Gomes, conhecido como Dr. Itamar, do pP.

Tenente Alessandro com Jair Bolsonaro | Foto: Arquivo pessoal

Tenente Alessandro tem um discurso afiado e é popular, mas vai enfrentar o candidato da máquina, que, inclusive, já foi prefeito e cuja mulher, Fernanda do Dr. Itamar (Fernanda Boeira da Silva Vieira), do pP, foi a terceira vereadora mais votada em 2020.

Dr. Itamar é apontado como favorito, mas Tenente Alessandro pode surpreender, sobretudo porque será o candidato da mudança. Enquanto Dr. Itamar, que já foi prefeito de Abadiânia, será o candidato da continuidade.

A missão do próximo prefeito, tal como tem feito Zé Diniz, é acabar com a imagem de que Abadiânia é ou era a “cidade de João de Deus”, o médium espírita que assediava mulheres. Aos poucos, o município está se recuperando, inclusive economicamente, mas o estigma ainda permanece, o que não é justo com a população. (E.F.B.)