Gustavo Gayer (PL) já menosprezou o próprio mandato algumas vezes, como na cerimônia de diplomação, em dezembro, ao receber o certificado e ao mesmo tempo gritar que aquilo de que participava ali era um “circo”. Nos seis primeiros meses de mandato, atuou mais como ativista do que como parlamentar, jogando para a plateia bolsonarista, como sempre fez como youtuber – o que, aliás, foi o que lhe deu notoriedade na extrema direita.

Depois de uma polêmica “local” com a colega Silvye Alves (UB), após expor os deputados que, segundo ele, eram traidores da população por terem votado a favor da reforma ministerial do governo Lula, na última semana, o deputado federal ganhou visibilidade nacional – mas de forma negativa, pelo menos em relação aos preceitos civilizatórios: ele viralizou nas redes sociais com uma participação em um podcast que recebe políticos e celebridades tidas como “de direita” ou “conservadores”.

Em uma polêmica envolvendo QI – sigla para “quociente de inteligência”, uma forma de medir a capacidade cognitiva que já foi popular, mas hoje é bastante contestada e tida como ultrapassada –, Gayer chegou à conclusão de que regimes democráticos não são bem-sucedidos na África por conta da “capacidade cognitiva” da população. Isso para lamentar que a população brasileira faça o que considera escolhas ruins ao votar. “Não tem como [a democracia dar certo no Brasil]. Você pega e dá título de eleitor para um monte de gente emburrecida”, disse o parlamentar.

Em meio à conversa, o apresentador Rodrigo Barbosa diz: “Você sabia que tem macaco com o QI de 90?”. O deputado goiano responde que “viu isso aí também”. “72 na África, o QI. Não dá para a gente esperar alguma coisa da nossa população”, respondeu o apresentador.

É a deixa para Gayer argumentar que, na África, “quase todos os países são ditaduras”. “Democracia não prospera na África porque, para você ter uma democracia, você precisa ter um mínimo de capacidade cognitiva de entender entre o bom e o ruim, o certo e o errado”, disse, emendando: “Tentaram fazer democracia na África várias vezes. O que acontece? Um ditador toma tudo, toma conta de tudo, e o povo [aplaude]. O Brasil está desse jeito. Lula chegou na presidência, e o povo burro [aplaude]: ‘picanha, cerveja’”, completou o deputado.

Deixando de lado os argumentos “sociológicos” bastante rasos e preconceituosos sobre os povos e suas escolhas e partindo para uma análise sobre os fatos: é uma tática da extrema direita em todo o mundo fazer declarações desse tipo para aumentar engajamento e, ao mesmo tempo, fidelizar seus adeptos. É assim nos Estados Unidos, na Europa e não é diferente, claro, no Brasil.

Isso costuma funcionar bem para o Legislativo, em que posições radicais tem seu nicho, mas, para ter sucesso em tentativas a cargos majoritários, especialmente prefeituras, governos e Presidência, há de ocorrer uma conjunção de fatores muito específica, em determinadas situações anômalas, como a que ocorreu no Brasil nos últimos anos.

Por enquanto, a consequência da “liberdade de expressão” do parlamentar goiano foi a acusação de racismo pela deputada federal Duda Salabert (PDT-MG), que deve entrar com pedido de cassação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, e o estudo de medidas jurídicas por parte da Advocacia-Geral da União (AGU) sobre suas declarações. O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, também já disse que providências devem ser tomadas contra o racismo. Em resposta, nas redes, o deputado dobra a aposta, fazendo ironias sobre as críticas e as eventuais medidas a ser tomadas.

Gustavo Gayer foi o segundo mais votado da bancada goiana na Câmara dos Deputados. Grande parte de seu eleitorado concentra-se na região metropolitana de Goiânia e, também por isso, seu nome é mais cogitado no PL para a disputa municipal na capital.

Para quem já está com outros esqueletos no armário, tudo o que não é necessário é uma nova polêmica. E, para uma candidatura majoritária, fatos assim são um tiro de bazuca no próprio pé. Mas, se isso não parece preocupar aquele que deveria ser o mais interessado…