Deputados temem que governo Caiado não dê conta de pagar empréstimo pedido ao Judiciário

Economista e auditores fiscais postulam que, se a gestão estadual não conseguir pagar o empréstimo, pode ocorrer uma crise entre poderes

Cláudio Meirelles, deputado estadual: preocupação com o caos do Estado | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Deputados estaduais, como Cláudio Meirelles e Talles Barreto, começam a sugerir que estão ficando assustados com o rumo — ou “falta de rumo” — do governo de Ronaldo Caiado. Os parlamentares são os mais candentes críticos da gestão do líder do DEM.

O governador pediu um empréstimo ao Poder Judiciário — que acedeu —, que está “apavorando” os deputados — e não apenas Cláudio Meireles e Talles Barreto. Até parlamentares da base de Ronaldo Caiado estão perplexos. Nunca um gestor goiano contraiu um empréstimo tão alto com o Judiciário, afirmam. A grana equivale, frisa um deputado governista, “a quase um quarto de toda a arrecadação mensal do governo de Goiás”.

Talles Barreto, deputado estadual: situação do governo de Goiás está complicada | Foto: Jornal Opção/Fernando Leite

Um economista, especializado em gestão pública, e dois auditores fiscais, com anos de experiência no governo, postulam que se trata de um arranjo “muito arriscado”. Porque, frisam, se o governo não conseguir honrar os empréstimos, com pagamento no prazo combinado, possivelmente haverá uma crise institucional entre os poderes Executivo e Judiciário. Este, por sinal, tem seus compromissos financeiros, como a construção de fóruns e modernização dos juizados.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.