Deputado Vitor Hugo é contrário à mudança de nome do PSL

O parlamentar de Goiás afirma que, se for por causa de candidatos laranjas, outros partidos também deveriam mudar de nome

Quando o líder do governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL), passa pelos corredores, colegas dizem, brincado: “Lá vai o Zero 4”. Isto quer dizer que, dada a proximidade, é considerado como uma espécie de filho informal do presidente Jair Bolsonaro. Tentaram derrubá-lo, plantaram notícias nos jornais, mas o capitão-chefe não permitiu e continua a bancá-lo. Ele está, de fato, prestigiado.

Major Vitor Hugo, líder do governo na Câmara dos Deputados | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Comenta-se que, ante a história do laranjal, o presidente Bolsonaro pode sair do PSL. Pode até ser. Mas, como o partido conta com uma bancada gigante, o mais provável é que permaneça. Já Vitor Hugo, com seu jeito “simplão”, sugere que o PSL não deve mudar de nome — apesar do escândalo do laranjal.

“O Globo” registra que o parlamentar de Goiás “argumenta” que, “se a alteração é consequência do escândalo do laranjal, várias outras legendas devem ser rebatizadas”. O jornal conclui: “E, desta vez, nem se pode dizer que ele está errado”. Como diziam os colunistas sociais de antanho, faz sentido.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.