Deputado Jean Carlo diz que Nion Albernaz, porta-voz da modernidade, criou o Tempo Novo

Parlamentar afirma que, como prefeito de Goiânia, Nion Albernaz agregou a base política que levou Marconi Perillo ao governo em 1998

Deputado Jean Carlo: “Nion Albernaz criou o Tempo Novo, ao lado de Marconi Perillo” | Foto Y. Maeda / Alego

“Há homens que envelhecem, mas suas ideias permanecem ativas e modernas. É o caso do professor Nion Albernaz”, afirma o deputado estadual Jean Carlo. “Era um homem de rara decência.”

“Quando muitos prefeitos não se preocupavam com o conceito de cidade limpa, Nion Albernaz comandou uma operação para desencardir Goiânia. A capital goiana se tornou uma das belas do país. A marca é tão forte que nem mesmo prefeitos ruins conseguiram deixá-la de lado. Com gestor, melhorou os serviços públicos de maneira acentuada”, assinala o líder do PHS. “Ele sabia tudo de política e história. E, ao mesmo tempo, tinha uma cabeça técnica fabulosa. Ele apoiou a colocação de OSs na rede estadual de saúde e, aos poucos, sabia quase tudo sobre o assunto. Parecia até médico.”

“Nion Albernaz era um homem digno. Ele era um conselheiro de primeira linha. Vale acrescentar que, sem Nion, o Tempo Novo não teria existido. Na Prefeitura de Goiânia, como líder aglutinador — conseguiu colocar os deputados federais Marconi Perillo, Roberto Balestra e Ronaldo Caiado juntos no mesmo palanque, em 1998 —, reuniu uma forte frente política que levou Marconi Perillo à vitória derrotando Iris Rezende, então um ícone da política estadual. Ele conhecia Iris Rezende e sabia de seus pontos mais vulneráveis”, afirma Jean Carlo.

O deputado diz que Nion Albernaz “foi digno até quando decidiu abandonar a política partidária. Ele percebeu que era preciso abrir espaço para o novo, para os mais jovens, e contentou-se em ficar como conselheiro”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.