Deputado diz que, sem Iris Rezende no páreo, o delegado Waldir Soares se torna favorito absoluto

Parlamentar aposta que, se Iris Rezende sair do jogo, cresce a chance de Waldir Soares disputar pelo PSDB

Waldir Soares e Iris Rezende iris-fotos-fernando-leite

Um repórter do Jornal Opção insistiu que a nota não era de bom tom, mas, devido à insistência da fonte, decidiu publicá-la assim mesmo. Um deputado propõe um exercício de futurologia macabro: “Não resta a menor dúvida — Iris Rezende vai disputar a Prefeitura de Goiânia, em 2016. Porém, e se o ex-prefeito falecer antes disto? Como fica o quadro político? E não estou falando apenas da morte física, porque, se não disputar a próxima eleição, o peemedebista estará morto simbolicamente, quer dizer, dificilmente disputará outra vez, em níveis municipal e estadual”.

Sim, como fica o quadro político sem Iris Rezende no páreo? Outro nome do PMDB ficaria em primeiro lugar nas pesquisas de intenção de votos? “Nada disso. Sem Iris Rezende, que está bem acima de todos os demais pré-candidatos, o PMDB ficará menor do que o PT, se este lançar a deputada Adriana Accorsi.”

Mais alguma análise? “Sim, o delegado Waldir Soares salta imediatamente para primeiro lugar e se torna favorito absoluto. Os demais candidatos continuam japoneses, mas o deputado federal deixa de ser japonês. A disputa se dará entre Vanderlan Cardoso, do PSB, Giuseppe Vecci, do PSDB, Luiz Bittencourt, do PTB, Adriana Accorsi, do PT, e Waldir Soares, por qualquer partido. As chances do delegado crescem, o que pode levá-lo a ser o candidato do PSDB.”

Mas a questão chave é: Iris Rezende tem uma saúde de ferro e permanece favoritíssimo. O parlamentar, que já foi aliado do ex-prefeito, pode ficar a ver navios com sua análise macabra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.