Deputada Magda Mofato pode bancar o delegado Waldir para prefeito de Goiânia pelo PR

O projeto da empresária é disputar mandato de senadora em 2018 e por isso trabalha para fortalecer seu grupo político na capital

Waldir Soares 23 delegado_waldir_soares-13

A deputada federal Magda Mofatto, do PR, é uma espécie de Midas mulher. No ramo de hotelaria, em Caldas Novas, se tornou uma potência. Seus empreendimentos são bem-sucedidos e uma referência para o mercado. Depois, decidiu se tornar política e se elegeu deputada federal, muito bem votada. Para 2018, a parlamentar tem um sonho, que, considerado “inacessível” para alguns, não o é para ela e para os que conhecem sua determinação. Ela quer disputar o Senado, e na base do governo, mesmo sabendo que haverá outros postulantes, como o governador de Goiás, Marconi Perillo, do PSDB, e os senadores Lúcia Vânia, do PSB, e Wilder Morais (talvez opte pela suplência do tucano-chefe), do PP, e Vilmar Rocha, do PSD.

Magda Mofatto-1

Aliados de Magda Mofatto [foto acima, de Fernando Leite] sugerem que os incrédulos observam a atuação da deputada no interior. Ela está montando uma estrutura gigante, quer dizer, não apenas para uma disputa à reeleição. É estrutura para bancá-la a senadora. Magda Mofatto sabe, porém, que uma disputa majoritária não pode ser forte tão-somente no interior. Por isso, ainda que com certa discrição, começa a montar um grupo político em Goiânia. Seu escritório político nunca esteve tão frequentado.

A novidade pode ser o apoio à candidatura do deputado federal Waldir Delegado Soares [primeira foto, de Fernando Leite] a prefeito de Goiânia pelo PR. Como é bem avaliado nas pesquisas de intenção de voto, aparecendo atrás apenas de Iris Rezende, o delegado Waldir é o objeto de desejo de vários partidos. Na verdade, está sendo disputado a tapa — exceto por seu partido, o PSDB. Mas poucos partidos têm estrutura adequada para recebê-lo e bancar uma dispendiosa eleição para prefeito. Hábil e inteligente, o parlamentar sabe que há uma diferença crucial entre uma eleição para deputado — pode-se ser eleito sem uma big estrutura — e uma eleição para prefeito. Para disputar a Prefeitura de Goiânia, é preciso, se o candidato não quiser fazer apenas figuração, estrutura política (grupo forte, com presença na sociedade, nos bairros), marketing de primeira linha e, claro, dinheiro. Magda Mofatto e o PR têm tudo de que o delegado Waldir precisa — menos, em Goiânia, votos. Mas votos o parlamentar tem. No caso dele, a estrutura pode fazer a diferença. Estrutura quase sempre atrai mais votos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.