Prefeito é acusado de estupro. Ele nega e fala em armação eleitoral

Gean Loureiro, do partido Democratas, é candidato à reeleição e o favorito, segundo pesquisa do Ibope

O repórter Eduardo Gonçalves, da revista “Veja”, publicou na quinta-feira, 29, a reportagem “Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM) é acusado de estupro e nega”.

Candidato à reeleição, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, do partido Democratas, é “acusado de estupro por uma ex-funcionária da Secretaria Municipal de Turismo”. Ela disputa mandato de vereadora pelo mesmo partido.

Gean Loureiro: prefeito de Florianópolis | Foto: Reprodução

Segundo a “Veja”, a acusadora “registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Santa Catarina no último dia 9 de outubro, relatando ter sido abusada por Loureiro em três ocasiões diferentes — em 2017, 2018 e 2019, quando ele comandava a prefeitura”.

Na quinta-feira, 29, Gean Loureiro disse, nas redes sociais, que manteve um relacionamento extraconjugal com a mulher. Mas contrapôs que não a estuprou. O relacionamento, postula o prefeito, teria sido “consensual”. Ele alega que a denúncia é uma “armação eleitoral”. “Não vou me calar diante dessa tentativa desesperada, essa armação eleitoral da qual eu estou sendo vítima. Estão tentando transformar em crime um ato consensual que aconteceu lá em 2019”, afirma o líder do partido Democratas.

O prefeito, que tem quatro filhas e é casado, é apontado como favorito na disputa eleitoral. A “Veja” informa que, “segundo pesquisa feita pelo Ibope entre 3 e 5 de outubro, ele tinha 44% das intenções de voto contra 15% da segunda colocada, Ângela Amin, do partido Progressistas”.

A impressão que se tem é que a reportagem abaixo é uma defesa, relativamente, sutil do prefeito. Mas pode ser, claro, impressão.

Confira mais detalhes do caso numa reportagem de televisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.