DEM nacional aposta mais em ACM Neto do que em Ronaldo Caiado para vice de Aécio ou Alckmin

Família Magalhães aposta que o prefeito pode ser candidato a presidente ou a vice. Mas há quem aposte que antes deve passar pelo governo da Bahia

Ronaldo Caiado e ACM Neto convencao-dem-caiado-acm-neto

O programa nacional do partido Democratas concedeu apenas 30 segundo ao senador Ronaldo Caiado, de Goiás, e 3 minutos e 40 segundos ao prefeito de Salvador, ACM Neto.

Como se sabe, em termos partidários, ao menos no cenário nacional, um senador tem mais peso do que um prefeito. Qual é o recado, então? Há quem avalie que o DEM está apostando mais em ACM Neto do que em Ronaldo Caiado.

O grande sonho de Antonio Carlos Magalhães, ACM, era transformar seu filho Luís Eduardo Magalhães em presidente da República. Mas o deputado federal morreu cedo, com menos de 50 anos.

A família continua insistindo em lançar um candidato a presidente, embora alguns de seus integrantes sugiram que, primeiro, ACM deve passar pelo governo da Bahia.

Porém há quem avalie que poderá ser vice do senador Aécio Neves ou do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, na disputa para presidente da República.

2 respostas para “DEM nacional aposta mais em ACM Neto do que em Ronaldo Caiado para vice de Aécio ou Alckmin”

  1. Geraldo Alckmin, sem dúvida, é um dos políticos mais experientes e de maior destaque do país. Dirige o principal Estado da nação pela quarta vez. Foi reeleito no primeiro turno com uma votação muito expressiva. Perdeu em apenas um município dos 645. Foi também vereador, prefeito, Deputado Estadual e Federal. Sua trajetória o credencia a disputar qualquer cargo. Se Alckmin for candidato, terá meu apoio e meu voto.

  2. Miriam disse:

    Luis Eduardo morreu bem antes, bem antes mesmo, dos 50. Ele tinha 43. Se tivesse sobrevivido ao infarto, e os planos não apenas de ACM, mas tbem de FHC, se concretizassem, ele provavelmente seria presidente antes dos 50: assumiria aos 47. Mas perdemos nosso liberal explícito, um político infinitamente superior ao pai. O homem que foi contra a retrógrada e intricada constituição que temos hoje, implorando por uma reforma. O homem que defendia que apenas uma economia forte e liberal é capaz de construir uma sociedade justa. Não igualitária, justa. Justa a ponto de criar oportunidade a todos, de qualquer classe. Justa a ponto de promover melhor distribuição de renda por meio da oportunidade e do mérito, não de uma experiência socialista que foi posta em prática e, inundada em corrupção, se mostrou uma malfadada experiência ao redor do mundo. Gostaria de ter hoje aqui esse liberal explícito. Gostaria de tê-lo em 2002, pela continuidade do desenvolvimento do País, em vez do clientismo e do coronelismo legalizado que se instaurou desde 2002. ACM Neto, inspira-se em seu tio, não em seu avô. Quem sabe, um dia, teremos o presidente que tanto precisamos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.