Daniel Vilela veta aliança entre o PMDB de Eládio Carneiro e o PSDB de Marcelo Melo

Pensando em 2018, quando postula disputar o governo de Goiás, o presidente do PMDB vetou alianças com o PSDB em algumas cidades

Entrevista Daniel Vilela. 23/11/2015 Foto: André Costa

Daniel Vilela: disputa de 2018 muda quadro de alianças em 2016 |
Foto: André Costa

Um peemedebista conta que o candidato do PSDB a prefeito de Luziânia, Marcelo Melo, havia fechado uma aliança com Eládio Carneiro (foto abaixo, de seu Facebook), do PMDB, mas o presidente do partido, Daniel Vilela, brecou-a.

Como pretende disputar o governo de Goiás em 2018, Daniel Vilela avalia, segundo o peemedebista, que bancar um candidato do PSDB é o mesmo que fortalecer seu adversário, possivelmente José Eliton.

Eládio Carnero 1 13245492_128081000936115_6563117970877882675_n

Marcelo Melo afirma que, ao contrário do que sugerem pesquisas “arranjadas”, lidera as pesquisas sérias. “Além de ser o favorito, devo acrescentar que a rejeição do prefeito Cristóvão Tormin é altíssima”, diz.

Já o deputado Thiago Peixoto, que esteve com Vilmar Rocha em Luziânia na convenção do PSD, na semana passada, disse ao Jornal Opção que o quadro político do município mudou muito no último mês. “Cristóvão Tormin deu a volta por cima, tem obras para mostrar, lidera uma grande aliança política, não tem preguiça de trabalhar e deverá ser reeleito.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.