Daniel do Sindicato pode “eleger” Luiz Carlos Attié pra prefeito de Cristalina

Desgaste do prefeito favorece o ex-prefeito. Há postulantes que simbolizam a renovação, como Rafael Pareja e Maks Louzada

Daniel do Sindicato: o prefeito não inovou e segue métodos da velha política | Foto: reprodução/ Facebook

Cristalina comenta de manhã, à tarde e à noite: o prefeito Daniel do Sindicato, embora eleito por toda a cidade, estaria pensando que administra para um grupo de produtores rurais. Até alguns de seus eleitores mais fieis admitem que estão decepcionados. Há pouco, afirmam seus adversários, antecipou receita e distribuiu dinheiro em emendas para vereadores, numa tentativa de reconquistá-los.

O que parecia impossível está acontecendo: eleitores de Cristalina, que não queriam ver o ex-prefeito Luiz Carlos Attié nem pintado de ouro — ele é chamado de prefeito-turista (porque viaja muito para os Estados Unidos, onde negócios imobiliários) — começam avaliar que talvez seja o único político capaz de arrancar Daniel do Sindicato da prefeitura. “A má gestão de Daniel está resgatando Attié. Pode-se dizer, até, que Daniel se tornou oxigênio para o ex-prefeito”, admite um vereador.

Luiz Carlos Attié, ex-prefeito de Cristalina | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Daniel do Sindicato quer sair do PSB e recebeu convite da ex-senadora Lúcia Vânia para se filiar ao Cidadania. Mas há indícios de que o prefeito trabalha para assumir o DEM em Cristalina. O “drummond” no meio do caminho é Luiz Carlos Attié, que mantém forte ligação com o governador Ronaldo Caiado, do DEM. A vereadora Janete Belém de Oliveira Andrade (PSD) é cotada para ser vice de Attié ou até mesmo candidata a prefeita.

O deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL) tende a bancar o delegado Rafael Pareja para prefeito. Trata-se de um nome forte no município. Comenta-se que Daniel do Sindicato, para persegui-lo, teria conseguido sua transparência para Valparaíso.

Maks Louzada (PSD), representante do Banco do Povo em Cristalina, é outro nome consistente. Assim como Rafael Pareja, representa a renovação contra os tradicionais Attié e Daniel do Sindicato.

Maks Louzada, alternativa em Cristalina | Foto: Reprodução

O vereador Marquinho Abrão (PRP), apontado como popular, tanto pode ser candidato a prefeito quanto a vice. Ele é ligado ao deputado federal Célio Silveira (PSDB), de Luziânia.

O vereador Dr. Osório Fernando de Sousa (PHS) tem o nome lembrado para a disputa, mas aliados do prefeito sugerem que vai hipotecar apoio à reeleição de Daniel do Sindicato. De acordo com Thiago Ribeiro, do PHS de Cristalina, Osório não apoiará Daniel do Sindicato ou Luiz Attié. O PHS trabalha a construção de alianças na cidade para viabilizar pré-candidatura própria, segundo o filiado do partido.

Rafael Pareja, ex-delegado em Cristalina | Foto: Youtube

Nas conversas com aliados, Daniel do Sindicato costuma dizer que torce para que as oposições lancem pelo menos quatro candidatos a prefeitos. Como não há segundo turno, e ele conta com a força da máquina, postula que com cerca de 30% dos votos pode ser reeleito. Já as oposições, se agregarem forças, tendem a ganhar. Mas, se muito divididas, farão exatamente o jogo esperado pelo prefeito.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.