Marconi chega em Morrinhos | Foto: Eduardo Ferreira

Marconi Perillo e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, estão articulando de maneira sincronizada. Eles conversam todos os dias tanto a respeito da presidência nacional do PSDB quanto a respeito da eleição para presidente da República. Comandar o PSDB é uma maneira a mais de projetar Goiás no país, aposta o líder do Cerrado.

O tucano de 54 anos sublinha que não se trata de projeto pessoal assumir a presidência do PSDB nacional. Marconi frisa que recebeu incentivo de tucanos de todo o país. Ela destaca que não é candidato de grupos, e sim do partido como um todo. Ele mantém ligação com Geraldo Alckmin, Aécio Neves e com os “cabeças pretas” (os tucanos mais jovens). O governador lidera os governadores do Centro-Oeste e seu grupo político ganhou cinco eleições consecutivas para o governo de Goiás. Ele próprio é governador pela quarta vez.