Cláudio Meirelles planeja ocupar vaga de Nilo Resende no TCM

O parlamentar tem o apoio da maioria dos deputados para ocupar o cargo, mas precisa convencer o conselheiro a se aposentar

Cláudio Meirelles, deputado estadual, é apontado como o próximo conselheiro do TCM | Foto: Marcos Kennedy

O conselheiro Nilo Resende completou 60 anos e, por ter contribuído suficientemente com a Previdência, já pode se aposentar. Mas há um questionamento. Legalmente, um conselheiro pode se aproveitar depois de cinco anos de Tribunal de Contas dos Municípios. Mas há também o entendimento de que, a partir de agora, terá de cumprir dez anos. Se for assim, o ex-deputado não pode se aposentar. Mas o que os conselheiros e deputados comentam é que, sim, Nilo Resende, se quiser, já pode se afastar do TCM.

Nilo Resende, conselheiro do TCM: sua vaga é cobiçada | Foto: Divulgação

A vaga de Nilo Resende é “reservada” para a Assembleia Legislativa. Os parlamentares teriam feito um compromisso de apoiar o nome do deputado e advogado Cláudio Meirelles para o cargo. A vaga, portanto, “é” do líder do PTC.

Há uma pedra no meio do caminho, no entendimento de alguns deputados. Cláudio Meirelles rompeu o relacionamento político com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), e por isso pode ter dificuldade para se tornar conselheiro. “Mas a vaga não será decidida por Caiado, e sim pelos deputados”, afirma um parlamentar. “Ocorre que, mesmo assim, Caiado pode ter influência no voto de vários parlamentares — que podem indicar outra pessoa, como Ernesto Roller ou um deputado estadual, para o cargo”, afirma um governista.

Conselheiros e deputados frisam que Cláudio Meirelles tem perfil para conselheiro, por ser advogado, deputado e ex-vereador. “Cláudio Meirelles, antes de conquistar o apoio dos colegas, tem de conversar com Nilo Resende, para verificar se o conselheiro vai realmente se aposentar”, afirma um parlamentar. Um deputado sublinha que Nilo Resende pode se aposentar em 2022 para disputar mandato de deputado estadual.

O presidente do TCM, Joaquim de Castro, pode se aposentar em 2020. Pode não é o mesmo que deve. É provável que fique mais alguns anos no TCM. Sua vaga, no caso de aposentadoria entre 2020 e 2022, iria para o secretário de Governo do Estado, ex-deputado e ex-prefeito Ernesto Roller.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.