Cientista e professor universitário que pesquisava o novo coronavírus é assassinado

Universidade informa que o pesquisador estava a ponto de fazer descobertas sobre o vírus. Seu assassino se matou

Bing Liu: cientista respeitado nos Estados Unidos | Foto: Reprodução

Bing Liu era professor assistente da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, no Estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos. Era especializado em modelagem computadorizada e análise da dinâmica dos sistemas biológicos. A universidade informa que o professor-doutor “estava a ponto de fazer descobertas muito significativas para compreender os mecanismos celulares que subjazem à infecção por SARS-coV-2 — o que conhecemos como novo coronavírus. Faremos um esforço para completar o que começou num esforço para render homenagem à sua excelência científica”.

No sábado, 2, Bing Liu, de 37 anos, foi assassinado por Hao Gu, de 46 anos, em sua casa, em Elm Court, no condado de Allegheny, na Pensilvânia. Hao Gu atirou três vezes, depois saiu da residência, entrou seu automóvel, que estava estacionado nas proximidades, e se matou.

A polícia ainda não apresentou uma causa para as mortes. A casa do professor e pesquisador não havia sido arrombada e nada roubaram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.