Caiado e Major Vitor Hugo devem ficar como representantes de Bolsonaro em Goiás

Bolsonarista diz que Delegado Waldir “é carta fora do baralho”. Presidente não apreciou ser chamado de “vagabundo” e de saber que o parlamentar queria “implodi-lo”

Jair Bolsonaro e o líder do governo na Câmara dos Deputados: o parlamentar representa o presidente em Goiás | Foto: Divulgação

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o presidente do PSL, Luciano Bivar, estão em guerra aberta pelo controle do partido. Bolsonaro está colocando todo o peso da máquina para enfraquecer Luciano Bivar e controlar o PSL. O presidente quer um partido mais enxuto e sob seu comando. Já Luciano Bivar postula que é possível retirar Bolsonaro e manter o PSL sob seu comando — o que não será fácil.

Reformatando sua base política, Jair Bolsonaro pretende ampliar suas relações políticas com alguns governadores. Em Goiás, a tendência é que Bolsonaro tenha dois representantes políticos, o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o deputado federal Major Vitor Hugo (PSL), líder do governo na Câmara dos Deputados.

Ronaldo Caiado, governador de Goiás, e Jair Bolsonaro, presidente da República: aliados políticos e administrativos | Foto: Jornal Opção

Aliados de Ronaldo Caiado dizem que ele está “fechado” — 100% — com Jair Bolsonaro. Major Vitor Hugo é um dos principais defensores do presidente no Congresso.

Um bolsonarista disse do deputado federal Delegado Waldir Soares: “É carta fora do baralho”. O presidente não teria apreciado ser chamado de “vagabundo” e de saber que o parlamentar de Goiás queria “implodir” seu governo. O “meio recuo” do parlamentar por Goiás não será levado em consideração por Bolsonaro, afirma o bolsonarista. “Quem bate esquece, mas quem apanha jamais esquece.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.