Cai o diretor comercial da Construtora Consciente. Pode ser a primeira vítima do Caso Nexus

O pedido do Ministério Público de Goiás para embargar a obra reduziu as vendas de salas e lojas

Valoni Procópio 2 386846148091_n

Valoni Procópio pode ter sido a primeira vítima do chamado Caso Nexus. O executivo não é mais o diretor comercial da Construtora Consciente.

Tido como um profissional competente, íntegro e atuante, Valoni Procópio cuidava pessoalmente do Nexus, o complexo de shopping, salas corporativas e comerciais e hotel projetado para a Avenida D, no Setor Marista.

Depois que o Ministério Público pediu o embargo da obra, dada uma série de irregularidades ditas insanáveis, o Nexus passou a “fazer água”, na linguagem dos corretores de imóveis. As pessoas têm receio de comprar salas e lojas e a obra não sair do papel.

(Foto do Facebook de Valoni Procópio)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.