Bispo de Aparecida, depois de Lula se comparar à jararaca: é preciso “pisar na cabeça da serpente”

“Peço a graça de pisar na cabeça da serpente. De todas as víboras que insistem e persistem em nossas vidas. Daqueles que se autodenominam jararacas”

Darci José Nicioli 1

Depois de ser levado “sob vara” para depor na Polícia Federal, o ex-presidente Lula da Silva, do PT, comparou-se à perigosa e venenosa jararaca. Ele quis dizer que não perdeu os dentes e que está mais venenoso do que nunca. O bispo auxiliar da Arquidiocese de Aparecida, dom Darci José Nicioli, disse, na missa de domingo, 6, que os fiéis da Igreja Católica devem ficar atentos à luta do “bem contra o mal” e sugeriu que se deve “pisar na cabeça da serpente”. A informação saiu no jornal “O Globo”, em reportagem de Renato Onofre.

“Peço meu irmão e minha irmã, a graça de pisar na cabeça da serpente. De todas as víboras que insistem e persistem em nossas vidas. Daqueles que se autodenominam jararacas. Pisar a cabeça da serpente. Vencer o mal pelo bem por Cristo nosso senhor. Amém”, sublinho o bispo Darci José Nicioli, um dos mais respeitados do país.

Parte da missa foi dedicada à tese da luta do bem contra o mal. Segundo “O Globo”, o bispo “citou um trecho da Bíblia que diz que Maria, mãe de Jesus Cristo, pisou na cabeça da serpente e ‘o mal não a tocou’”.

Em seguida, o dom Darci José Nicioli disse: “É hora de voltar à casa do Pai. Pisar a cabeça da serpente. De todas as serpentes. Anular a força do mal e vencer o mal pelo bem. coragem”.

O religioso frisou que a interpretação e “as aplicações práticas ficam a cargo de cada fiel”. Por intermédio da assessoria da arquidiocese, o bispo explicou-se: “A oração foi na sequência da homília, refletindo sobre Misericórdia de Deus que não é paternalista, mas que pede de nós uma atitude: anular o mal em nossa vida! Indiquei Maria como modelo a ser seguido, pois Ela pisou a cabeça da serpente”. Ele insistiu: “Devemos eliminar o mal, todo o mal em nossa vida”.

Comentando sobre a jararaca, o bispo Darci José Nicioli declarou: “Livrar-nos das víboras, das jararacas, que são personificações do mal. A interpretação e as aplicações práticas ficam a cargo de cada fiel ouvinte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.