Bebianno planeja disputar Prefeitura do Rio de Janeiro. Vai enfrentar Crivella e Paes

O PSL da família Bolsonaro tende a bancar o deputado Rodrigo Amorim. O PSDB deve lançar candidato

Defenestrado pelo presidente Jair Bolsonaro, o ex-ministro Geraldo Bebianno afirma que está procurando um partido para disputar a Prefeitura do Rio de Janeiro. O PSL decidiu por outro nome, o deputado estadual Rodrigo Amorim, que luta para obter o apoio do governador Wilson Witzel. Ele disse à “Folha de S. Paulo” que a cidade está “abandonada”. “Falta um homem de verdade à frente do comando da cidade para fazer o que tem que ser feito”, assinala.

Geraldo Bebianno | Foto: Reprodução

O prefeito Marcelo Crivella será candidato à reeleição. Ele é do PRB, partido ligado à Igreja Universal. O PSOL banca o deputado federal Marcelo Freixo. O ex-prefeito Eduardo Paes, do DEM, quer ser candidato, mas afirma que só tomará uma decisão em 2020. Ele tem problemas com a Operação Lava Jato. A deputada federal Clarissa Garotinho, do PROS, sugere que vai disputar. O empresário Paulo Marinho — aliado do governador de São Paulo, João Doria — deve lançar um postulante pelo PSDB. O Partido Novo quer apresentar candidato.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.