Anderson Máximo deixa o governo de Goiás para tentar ser desembargador

Procurador do Estado e advogado, Anderson Máximo é apontado como competente no campo jurídico e é um homem íntegro

Anderson Máximo | Foto: divulgação

O chefe da Casa Civil do governo de Goiás, Anderson Máximo, deixa o cargo para disputar uma vaga de desembargador no Tribunal de Justiça de Goiás.

Procurador do Estado, Anderson Máximo é apontado como talhado para o cargo de desembargador — dadas sua competência no campo jurídico e a integridade pessoal. No trato pessoal e profissional, é visto como uma espécie de diplomata, com alto espírito público.

Anderson Máximo tem forte ligação com o governador Ronaldo Caiado. E é tido como um dos favoritos para o cargo de desembargador.

Processo de escolha

A escolha do desembargador pelo quinto constitucional começa assim: os conselheiros da OAB escolhem seis advogados e os nomes são enviados para o Tribunal de Justiça. O TJ refina a lista para três nomes e envia para o governador, no caso Ronaldo Caiado, que fará a escolha do desembargador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.