Aliado diz que Meirelles será candidato a senador porque “não há candidato a ministro”

O secretário da Fazenda de São Paulo e membro do PSD vai participar de uma reunião virtual com empresários de Goiás na terça-feira

O secretário da Fazenda e Planejamento do governo de São Paulo, engenheiro Henrique Meirelles (PSD), planeja ser vice de Lula da Silva, do PT, na disputa eleitoral de 2022? Um político do PSD é explícito: “Sim, Henrique é cotado para a vice de Lula, mas é importante frisar que o PSD pode lançar candidato presidente da República. O nome mais cotado, no momento, é o do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco [que ainda permanece filiado ao partido Democratas]. Se prevalecer esta linha, Meirelles não terá como ser vice de Lula”.

Gilberto Kassab, Ronaldo Caiado, Henrique Meirelles e Vanderlan Cardoso | Foto: Leo Iran

Porém, se Lula da Silva for eleito, aceitaria ser ministro da Fazenda? “Não se sabe se Lula será eleito. Porque a possibilidade de um candidato de centro crescer, durante a campanha, não pode ser menosprezada. Mas, se Lula for eleito, Henrique é cotado para o Ministério da Fazenda ou do Planejamento. Mas, como se sabe, ninguém é ‘candidato’ a ministro”, assinala um integrante do PSD. “A economia de São Paulo deve crescer 7,2% em 2021, ou seja, um número próximo dos índices da China. Um dos motivos é que Henrique ajustou a economia do Estado e o governo se tornou um poderoso indutor do crescimento e do desenvolvimento. Vale não esquecer que o PIB de São Paulo é maior do que o da Argentina. O governador João Doria, com o apoio de Henrique, administra um verdadeiro país”, afirma o político.

Entretanto, de acordo com o membro do PSD, Meirelles está mesmo interessado na disputa pelo Senado em Goiás. “Henrique tem experiência em vários campos, todos em funções executivas. Agora, quer uma experiência no Parlamento. Quer contribuir na formatação de projetos e leis para o Brasil se tornar mais estável e aberto ao crescimento e ao desenvolvimento.”

Na terça-feira, 27, Meirelles vai participar de uma reunião — via WhatsApp — com um grupo de empresários de Goiás, sob a liderança da ex-presidente da Associação Comercial e Industrial de Goiás Helenir Queiroz. “Henrique vai expor o que pensa sobre o Brasil e sobre Goiás. Ele só não está participando de eventos presenciais porque é preocupado com a pandemia do novo coronavírus.”

Meirelles nasceu em Anápolis em 1945 e fará 76 anos no dia 31 de agosto. Ele é primo dos ex-deputados federais Aldo Arantes (também nascido em Anápolis, tem 82 anos) e Marcelo Melo (de Luziânia, é o caçula dos citados, com 62 anos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.