Alexandre Baldy e Afrêni Gonçalves: um deles vai ser presidente do PSDB

Históricos preferem Afrêni Gonçalves. Mas há quem avalie que um deputado federal pode ampliar a força do partido

Leitor, anote no seu celular ou, à Iris Rezende, na sua “caderneta”: o próximo presidente do PSDB deve ser o deputado federal e empresário Alexandre Baldy ou o ex-deputado estadual Afrêni Gonçalves.

Alexandre Baldy é jovem, arrojado e tem chance de comandar o tucanato estadual. É mencionado como um sopro de renovação. Como parlamentar, teria força política para impulsionar a expansão do partido em todo o Estado.

Afrêni Gonçalves é muito ligado ao governador Marconi Perillo, tem o apoio dos históricos do partido e é apontado como moderado e diplomático. Por não ser radical, e ter uma ponte direta com o tucano-chefe, não desagradaria os grupos que militam no PSDB. Poderia unificá-los.

Se eleito, Afrêni Gonçalves também não provocaria ciumeira entre os deputados. É uma das teses dos tucanos históricos.

Deixe um comentário