Ações do grupo JBS Friboi caem 30%. Motivo: holofotes sobre o BNDES

O Tribunal de Contas da União encontrou indício de favorecimento da empresa

Joesley e Wesley Batista foto da EXamei_263593635042561A coluna Radar, da “Veja”, editada por Vera Magalhães, relata que “só” na segunda-feira, 30, “as ações do JBS caíram 7%, após o TCU ter encontrado indícios de favorecimento da empresa em operação com o BNDES”.

“Radar” sublinha que “as investigações sobre o banco” de “fomento vem castigando as ações do frigorífico já há alguns meses. Desde setembro, quando atingiram a máxima do ano, os papéis do frigorífico já despencaram quase 30%”.

Mas a revista ressalta: “Nos negócios ordinários, não há nada de novo: o câmbio continuou ajudando e a empresa anunciou resultado recorde no terceiro trimestre, de R$ 3,44 bilhões”.

O curioso é que a “Veja” destacou a foto não de Joesley Batista, o mandachuva de fato, e sim a foto de Júnior Friboi, que está fora da empresa e cuidando dos próprios negócios, como o frigorífico Mataboi e a empresa JFG Empreendimentos (sócia da Construtora Consciente no megaempreendimento Nexus, em Goiânia).

[Na foto: Wesley e Joesley Batista: os irmãos que dirigem a JBS Friboi; foto da IstoÉ Dinheiro]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.