3 magistrados evangélicos disputam vaga no Supremo Tribunal Federal

William Douglas entrou na parada e é forte entre evangélicos. Ele é autor de livros e CDs religiosos

William Douglas, juiz que deve se tornar desembargador e, depois, planeja ser ministro do STF | Foto: Divulgação

Bastou o presidente Jair Bolsonaro dizer que falta no Supremo Tribunal Federal um magistrado evangélico para incendiar o Judiciário de todo o país. Ao menos três nomes estão na parada.

Marcelo Bretas (com sua mulher, Simone Bretas):  cotado para o STF | Diário do Centro do Mundo /Divulgação

Os nomes mais cotados são Marcelo Bretas e Humberto Martins. Mas o colunista Lauro Jardim, de “O Globo”, afirma que há um terceiro nome, e dos mais cotados. Trata-se do juiz federal William Douglas, “que deve virar desembargador até o fim do ano”. Mas o magistrado é competente? Os que conhecem seu trabalho garantem que, tecnicamente, “é irrepreensível”.

Humberto Martins: do STJ para o STF — cotado | Foto: Divulgação

William Douglas escreveu livros religiosos — “As 25 Leis Bíblicas do Sucesso” (Editora Sextante), “O Poder dos 10 Mandamentos” (Editora Mundo Cristão), “Os 10 Mandamentos Para uma Vida Melhor” (Thomas Nelson Brasil) e “A Receita de Jesus Para uma Vida Mais Feliz” (Thomas Nelson Brasil) — e “gravou dois DVDs na mesma pegada religiosa de autoajuda: ‘Sucesso Profissional à Luz da Bíblia”  e “Dinheiro, Riqueza e Prosperidade à Luz da Bíblia”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.