A bola autografada por Neymar que tinha sido roubada do Congresso Nacional durante os atos golpistas de 8 de janeiro, em Brasília, foi recuperada pela Polícia Militar de São Paulo em Sorocaba.

De acordo com a PM, foi o próprio homem que tinha levado a bola do Congresso quem procurou a polícia. Ele foi conduzido até à delegacia da Polícia Federal. Até o momento, não teve o nome divulgado.

A bola foi um presente da delegação do Santos Futebol Clube ao então presidente da Câmara, Marco Maia, em 10 de abril de 2012.

Durante os atos golpistas, os extremistas bolsonaristas, ao invadirem as sedes dos Três Poderes quebraram tudo o que viram pela frente: das janelas às obras de arte.