PMDB concretiza chapa majoritária

semana.qxd

Na tarde da quarta-feira, 18, o PMDB anunciou sua composição de chapa majoritária com nomes que em outros tempos estiveram associados à base aliada e ao governador tucano, Marconi Perillo. Os pré-candidatos ao senado, Ronaldo Caiado, e a vice, Armando Vergílio, se juntaram a Iris Rezende, que disputará o governo. O “espirito de goianidade” e “necessidade de mudança” são a motivação para composição. Vergílio disse: “Nós dialogamos com todas as forças políticas e tivemos em Iris Rezende a receptividade de todas as nossas propostas. Este é o melhor caminho”.

Caiado reafirmou sua coerência e alegou o uso da máquina governamental com motivos puramente eleitorais, por parte de Perillo. “Isso é o que existe de mais retrógrado. Usar a máquina de governo para querer calar as pessoas e sufocar as lideranças. Isso é crime eleitoral”, afirmou. No dia seguinte, o democrata anunciou que entrará com representações contra o governo estadual, por improbidade administrativa.

Aliados do empresário Jú­nior Friboi, os deputados federais Sandro Mabel e Pedro Chaves compareceram ao evento, no escritório de Iris, e enalteceram a posição dos pré-candidatos. Chaves afirmou que Friboi não vai voltar. “Não é candidato.”

Medidas são estabelecidas para reduzir criminalidade na Grande Goiânia

Com o agravo diário da violência na cidade, a Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO) informou sobre uma ação, com o enfoque em 15 bairros, para amenizar a criminalidade. Os bairros somam 16% da população e 27% dos homicídios ocorridos, desde janeiro de 2013. A medida foi estabelecida na quarta-feira, 18, e conta com a atuação de 40 policiais militares em horários e áreas específicas, quando o número de crimes é maior. O superintendente-executivo da SSP-GO, coronel Edson Costa de Araújo se reuniu, no dia seguinte, com diretores da Secretaria de Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus) para discutir medidas quanto à organização do sistema prisional. No inicio da semana, Marconi Perillo (PSDB) havia decretado estado de emergência em relação ao sistema. Já a Polícia Militar deflagrou a Operação Prioridade Duas Rodas, na grande Goiânia, para amenizar os assassinatos cometidos por motociclistas. As abordagens já estão sendo realizadas e drogas e armas foram apreendidas.

sem

Déficit na balança comercial

O coordenador-geral do Boletim Macro do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV), Regis Bonelli, anunciou a estimativa, no seminário de Análise Conjuntural na terça-feira, 16, que a balança comercial feche o ano de 2014 com déficit de US$ 2 bilhões. O Produto Interno Bruto (PIB) tem previsão de crescimento em 1,6% com inflação em 6,7%. Bonelli afirmou que o risco não está no setor externo e, embora não sejam boas, as perspectivas não representam nenhuma catástrofe. “Para o ano que vem, a nossa previsão [de crescimento do PIB] é um pouco pior do que para este ano, mas tem boas expectativas de que tudo melhore a partir daí”, concluiu

Transporte público em greve

Em quinta audiência de conciliação, motoristas de ônibus e sindicato, que representa as empresas do Trans­porte Coletivo da Grande Goiânia, não entraram em acordo e greve da categoria deve ser deflagrada nesta segunda-feira, 23. O encontro foi no auditório do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na capital. O efetivo mínimo de ônibus que deverá circular durante a paralisação foi discutido. A procuradora-chefe do Ministério Público do Trabalho, Janilda Gui­marães, propôs o porcentual de 50%, em horários de pico, e 30%, nos demais horários. Já o Sindicato das Empresas de Transporte Co­letivo Urbano de Passageiros de Goiânia (Setransp) defendeu o porcentual em 80% e 50%, findando em desacordo. Reajuste de 10% sobre o salário, 23% sobre o ticket-alimentação e a volta da manobra ou indenização de 250 reais são reinvindicações da categoria.

Rússia contesta Estados Unidos

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, anunciou na sexta-feira, 20, que a Rússia contestará as sanções impostas ao país, pelos Estados Unidos, devido à crise na Ucrânia. “Os Estados U­nidos aplicaram sanções contra a Rússia que vão ter consequências negativas para o comércio ex­terno. Decidimos contestar essas sanções na Organização Mundial do Co­mércio (OMC)”, declarou Med­vedev, durante um fórum internacional, em São Peter­s­burgo. O chefe do governo considera um procedimento complicado, pois os Estados Unidos dominam a OMC, e afirmou que esse procedimento “permitiria avaliar [sua] imparcialidade e objetividade”.

China proíbe “trabalhos críticos” da imprensa

A Administração Estatal de Im­prensa, Publicação, Rádio, Cinema e Televisão chinesa anunciou, na quarta-feira, 18, que seus jornalistas “estão proibidos de realizarem trabalhos críticos a não ser que tenham recebido aprovação do seu local de trabalho”. A decisão é um agravo da repressão, em um país, cujas restrições à imprensa estão entre as mais rígidas do mundo. O objetivo do governo chinês é justificado na intenção de evitar extorsão, notícias pagas e reportagens falsas. Quem escrever criticamente, sem autorização, pode ser acusado pela Justiça, perder a carteira profissional e, ainda,  ser expulso do Par­­tido Comunista, caso seja membro. Recentemente, lançaram uma forte ofensiva contra rumores online, cujos internautas que escreverem mensagens difamatórias e forem republicadas 500 vezes, podem enfrentar pena de prisão.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.