O acampamento de bolsonaristas que funcionava em frente ao Comando de Operações Especiais do Exército, na Capital, foi desmontado definitivamente nesta segunda-feira, 9. Apenas cerca de 15 pessoas permaneciam no local e foram retirados por militares.

A remoção do pequeno grupo foi rápida e pacífica. Os soldados, que realizaram a retirada do pessoal, agiram com cautela e chegaram a dialogar com os acampados. Durante a tarde, nas imediações do quartel já não havia mais nenhum manifestante. Um ônibus da base móvel de monitoramento da Polícia Militar de Goiás (PM-GO) segue estacionado em uma praça próxima ao comando.

Poucos alojamentos que estavam na Ala 2, em Anápolis, também foram retirados nesta segunda. Aproximadamente três barracas que restavam do acampamento bolsonarista na cidade foram desmontadas.

A decisão de encerrar todos os acampamentos bolsonaristas em frente aos quartéis foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), depois do atentado em Brasília, no domingo (8).