Zika vírus pode ter sido transmitido por relação sexual

Caso que foi noticiado nos Estados Unidos abre discussão sobre novas formas de contágio da doença 

Foi registrado, nos Estados Unidos, o primeiro caso de infecção por zika vírus por meio de relações sexuais.  O caso, noticiado na cidade de Dallas, no Texas, teria sido revelado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

O paciente, que não teve o sexo revelado, foi infectado com o vírus “depois de ter mantido contato sexual com uma pessoa doente que havia regressado de um País onde o zika vírus está presente”, afirmou a autoridade local em comunicado.

No entanto, agências de notícias internacionais, como a Reuters, sugerem que não houve a confirmação por parte do governo norte-americano e que a preocupação do CDC é mesmo o mosquito transmissor do zika vírus.

Segundo a Organização Mundial de Saúde, apesar do caso, “o impacto desse tipo de transmissão em saúde pública ainda não foi avaliado” e “de acordo com as evidências disponíveis, seria um mecanismo pouco frequente de propagação da doença”.

A forma de contágio mais comum de transmissão do zika vírus continua sendo pelo mosquito Aedes aegypti, informou o Ministério da Saúde em comunicado nesta semana. Segundo a pasta, há estudos sobre novas formas de contágio, como por meio de relações sexuais e aleitamento materno, mas não há nada confirmado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.