Zé Antônio quis disputar liderança do PTB, mas não sabia do “combinado interno”

Jovem deputado de Itumbiara queria oxigenar legenda na Casa. Reeleito, Marlúcio Pereira disse que vai ocupar o posto, após acordo com a bancada

Disputa pela liderança: Marlúcio e Zé Antônio conversaram na semana passada | Fotos: Reprodução/Assembleia Legislativsa e Facebook

Disputa pela liderança: Marlúcio e Zé Antônio conversaram na semana passada | Fotos: Reprodução/Assembleia Legislativsa e Facebook

A disputa interna nas principais bancadas da Assembleia Legislativa evidencia-se com a aproximação da eleição da próxima Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, no próximo domingo (2/2). A concorrência se dá principalmente entre os deputados novatos e reeleitos.

No caso do PTB, a maior concorrência é pela liderança de bancada entre Marlúcio Pereira, do grupo de Aparecida de Goiânia, e o jovem José Antônio — o Zé Antônio, de Itumbiara. Com a experiência de um mandato na Assembleia, o aparecidense afirmou ao Jornal Opção Online nesta segunda-feira (26/1) que o colega de partido colocou seu nome à disposição por desconhecer o “combinado interno”.

Os propensos candidatos à liderança conversaram na quinta-feira (22) sobre o acordo e explicaram que há um rodízio nos cargos. Talles Barreto, Valcenôr Braz e Henrique Arantes também tiveram um tête-a-tête com o neoeleito.

Marlúcio relatou que Zé Antônio vai ganhar “boa base de experiência” em 2015-2016. “Depois, ele vai conseguir [força] para disputar cargos na Mesa Diretora e da liderança.” Agora, a melhor a opção para o jovem deputado seria presidir alguma comissão — educação ou saúde —, de acordo com o aparecidense. “A situação está tranquila”, resumiu.

E apesar de dizer sobre a importância de dar espaço a novos deputados em cargos de relevância, Marlúcio informou que deixa a segunda secretaria da Mesa ser líder no plenário. “Não tem volta, está firmado [o acordo] para que meu nome seja consolidado”, considerou. Com isso, abre espaço para o rodízio: o PTB encaixou Henrique Arantes na segunda secretaria. Já Talles Barreto deve presidir a Comissão de Constituição, de Justiça e Redação (CCJ).

Nos bastidores, comenta-se que a intenção de Zé Antônio é a de movimentar e oxigenar o partido na Assembleia. Procurado para comentar o caso, ele — ex-vice-prefeito de Itumbiara — não atendeu as ligações até o fechamento deste conteúdo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.