WhatsApp é invadido por espiões e pede para todos os usuários atualizarem aplicativo

Empresa confirmou vulnerabilidade que pode atingir todos os dispositivos que utilizam a ferramenta de comunicação instantânea

Ataque ao WhatsApp

Reprodução / WhatsApp

O WhatsApp informou, na segunda-feira, 13, que todos os mais de 1,5 bilhão de usuários estão vulneráveis a invasão de seus dispositivos. Segundo a empresa, hackers encontraram uma vulnerabilidade que permite a instalação de programas espiões (spyware) e acessarem informações contidas nos aparelhos.

A empresa solicitou que todos os usuários atualizem o aplicativo para a versão mais recente. Também pediu que eles mantenham o sistema operativo durante todo o dia, como medida de proteção.

O Facebook, que é proprietário do WhatsApp desde 2014, informou que os espiões atacaram números específicos, não se tratando, portanto, de um ataque em massa. A empresa não informou quantos usuários foram efetivamente atingidos.

O spyware era instalado após a realização de uma chamada de áudio para o número alvo, mesmo que a ligação não fosse atendida. O problema atingiu tanto usuários de IOS (sistema operacional da Apple) quanto de Android (do Google).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.