Waldir minimiza possibilidade de União Brasil indicar vice de Moro e diz que prioridade é eleger deputados federais

Pré-candidato ao Senado, Delegado acredita que Bivar não está inclinado a aceitar a indicação

Em meio à “predisposição” de o presidenciável Sérgio Moro (Podemos) querer uma indicação do União Brasil para a vice dele, o deputado federal Delegado Waldir (PSL), que é próximo do presidente do partido, Luciano Bivar (PSL) – um dos cotados – minimiza as articulações e diz que a prioridade do partido é eleger deputados federais, senadores e governadores. Para ele, Bivar não estaria inclinado a aceitar a indicação.  

As conversas se intensificaram nas últimas semanas, após o ex-ministro da Justiça e ex-juiz responsável pela Operação Lava Jato indicar que poderia aceitar Bivar como vice-presidente, inclusive com uma manifestação pública do vice-presidente Nacional do PSL, Júnior Bozzela, que afirmou recentemente que o acerto estaria “bem resolvido”.  

Apesar das articulações, o deputado federal Delegado Waldir, que fez parte das conversas para a fusão da sigla com o Democratas, afirma que a tendência é que o partido priorize candidaturas proporcionais para deputados federais, senadores e governadores e, só depois, a presidência da República. “O Bivar não quer ser vice, o PSL [futuro União Brasil] não quer ter candidatura majoritária [a nível federal], e assumir uma candidatura presidencial terá que conciliar tempo e fundo partidário”, acrescenta o deputado, que também é pré-candidato ao Senado Federal.  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.