“Vou implantar OSs nos Cais de Goiânia, legalizar todos os bairros e despoluir o Meia Ponte”

Presidente da Câmara e pré-candidato a prefeito pelo PSDB apresentou tópicos de seu ambicioso plano de governo. Ele garante que já tem as fontes de recurso 

Presidente da Câmara: "Estou surpreso com a aceitabilidade do meu nome nos bairros de Goiânia" | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Presidente da Câmara: “Estou surpreso com a aceitabilidade do meu nome nos bairros de Goiânia” | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia não estava brincando quando disse que manterá sua pré-candidatura à prefeitura da capital até o final. Anselmo Pereira garante que nem pensa mais nas prévias do PSDB e já está trabalhando para ser prefeito: “Quem filiou mais pessoas, quem vive o partido diariamente, conhece e trabalha por Goiânia vai ganhar”.

Justamente por isso que, em seu oitavo mandato, o vereador está convicto de que será o eleito pelos mais de 9 mil filiados aptos a votar. Os deputados federais Giuseppe Vecci e Delegado Waldir são “bons nomes”, mas, para ele, o tucanato goianiense tem errado sucessivamente ao não “respeitar a militância” e escolher um nome “próximo aos cidadãos e aos filiados”.

A tônica de sua pré-candidatura é a proximidade com as bases do PSDB. Já na próxima semana, Anselmo tem dez reuniões marcadas nas dez zonais do partido na capital. O objetivo do vereador é angariar o máximo de apoio da militância: “Já fui presidente do diretório Metropolitano. Aliás, fomos nós quem consertamos o PSDB, eu e Maurício Beraldo [ex-presidente]. Vivo o partido, tenho intimidade, e sou um serventuário de Goiânia”.

Em entrevista ao Jornal Opção, o presidente da Câmara adiantou cinco de suas principais propostas para a cidade. Todas elas compõem o pré-plano de governo que ele entregará à direção do PSDB Metropolitano nesta sexta-feira (22/1) — é uma determinação do edital que todos os que concorrerão às prévias apresentem um projeto.

  • Goiânia Legal – A primeira proposta e provavelmente carro chefe de sua campanha será o programa “Goiânia Legal”: “Vou terminar de legalizar todos os bairros de Goiânia que estão na clandestinidade. Todos os moradores terão escrituras. E gratuitamente”. Ele promete, ainda, desenvolver a maior parceria público-privada na área de habitação da história da cidade.
  • Zerar déficit de vagas no ensino infantil – Todas as crianças de até seis anos na escola. “Em seis meses, todas estarão dentro de uma unidade de ensino básico, seja em um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) ou em uma creche conveniada”, garante Anselmo. Segundo ele, já há um projeto na Câmara, de sua autoria, colocando a verba no Orçamento do próximo ano.
  • Criar Bolsa Universitária Municipal – A terceira proposta contempla os universitários. Aos moldes do governo do Estado, o pré-candidato criará e distribuirá 5 mil Bolsas Universitárias Municipais.
  • OSs na saúde municipal – O quarto projeto também tem inspiração na gestão do governador Marconi Perillo: “Em três meses, vou terceirizar, conceder, e implantar Organizações Sociais em todos os Centros de Atendimento Integral em Saúde (Cais) de Goiânia. Acabarei com o maltrato à população nos Cais. Atendimento de excelência, como nos hospitais do governo”.
  • Despoluir, completamente, o Rio Meia Ponte A mais ousada das propostas é, sem dúvidas, a de despoluição do rio Meia Ponte. Anselmo Pereira afirma ter descoberto uma verba mundial de R$ 1 bilhão que será usada para despoluir o principal rio da capital. “Não é conversa! Em quatro anos quebrarei paradigmas e mostrarei que é possível fazer quando se quer”, completa.

O vereador contou que já tem um escritório político montado com 22 pessoas trabalhando todos os dias para viabilizar sua candidatura. “Tenho coragem para mudar”, arremata.

Uma resposta para ““Vou implantar OSs nos Cais de Goiânia, legalizar todos os bairros e despoluir o Meia Ponte””

  1. Gustavo Henrique disse:

    As Os na saúde acho interessante, já o projeto de colocar mais verba no Orçamento da educação acho lorota, pois dinheiro não cai do céu principalmente com essa crise que como diz alguns especialistas pode durar até 2019.
    Já a despoluição do meia ponte acho pouco provável que tenha exito com apenas 1 bilhão de reais, já que primeiro é necessário universalizar por completo a coleta e tratamento (principalmente o tratamento já que em Goiânia a rede de coleta é bem extensa diria que esta em uma das melhores do país considerando a população de mais de 1 milhão de habitantes, mas o tratamento é uma vergonha já que algo entre 50% do esgoto coletado é tratado, e ainda se pergunta porque o meia ponte é poluído) de esgoto da capital e entorno, considerando que a bacia do meia ponte não abrange apenas Goiânia, ou seja, para resolver esse problema a vontade politica tem que ir mais longe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.