Vigilância Sanitária interdita fábrica de massas que funcionava sem licença em Aparecida

Empresa foi interditada pela primeira vez em maio do ano passado e voltou a funcionar clandestinamente; quase 200 kg de alimentos foram apreendidos

Fiscais da Vigilância Sanitária de Aparecida de Goiânia interditaram uma fábrica de produtos alimentícios, especializada em massas. A ação, feita em parceria com a Delegacia do Consumidor de Goiás (Decon-GO) na manhã desta quarta-feira (25/1), foi realizada em uma empresa situada no setor Vila São Joaquim.

A empresa havia sido interditada em maio do ano passado pela Diretoria Municipal de Vigilância Sanitária, por funcionar de forma irregular, sem licença municipal ou condições sanitárias mínimas para desenvolver as atividades de fabricação de alimentos.

O diretor de Vigilância Sanitária de Aparecida de Goiânia, Rildo José dos Santos, explicou que fiscais perceberam — durante ações de rotina em estabelecimentos comerciais da cidade — produtos da marca que tinham data de fabricação posterior à interdição. “Constatamos que de fato a empresa descumpriu a interdição e estava em funcionamento irregular novamente, apresentando as mesmas condições insalubres observadas em vistoria anterior. Agora, a empresa vai responder também criminalmente”, explicou.

No local foram apreendidos 164 kg de produtos acabados e em processo de fabricação, além de 26 kg de embalagens armazenadas inadequadamente. Todos os produtos foram encaminhados para descarte no aterro sanitário municipal.

A empresa foi novamente interditada e o responsável legal será indiciado pela Decon-GO, além de autuado em infração pela Vigilância Sanitária Municipal. Será emitido um alerta sanitário para o recolhimento dos produtos que se encontram no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.