Vereadores criam comissão para investigar desvios do Bolsa Família na Semas

Autor da propositura, Felisberto Tavares (PR) citou operação deflagrada pela Polícia Federal 

Vereador Felisberto Tavares | Foto: Alberto Maia/Câmara de Goiânia

O vereador Felisberto Tavares (PR) apresentou requerimento, durante sessão ordinária desta quarta-feira (28/11), para criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para investigar possíveis desvios da verba do Programa Bolsa Família na Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Com 16 assinaturas, a formação da Comissão foi aprovada. O requerimento agora será encaminhado pelo presidente da Casa, Andrey Azeredo (MDB) para a Procuradoria-Geral da Câmara emitir um parecer.

Logo depois, os partidos serão convocados para indicar os nomes que integrarão a CEI, conforme a proporcionalidade de cada bancada. Serão sete membros, entre eles, presidente, vice-presidente e relator. A Comissão terá um prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado, para a conclusão dos trabalhos.

Na justificativa, Felisberto Tavares citou a operação deflagrada pela Polícia Federal, denominada Grande Família, com o objetivo de colher provas da prática de fraudes no Programa Bolsa Família. “De acordo com a PF”, relata o vereador, “a investigação constatou que servidores estariam entrando no sistema do Programa para mudar dados cadastrais e, assim, obter vantagens indevidas”.

“No caso, foi apurado que num só endereço 13 famílias, de forma irregular, faziam parte do Bolsa Família, indicando falha na emissão do cartão cidadão. De acordo com a PF, ações que contariam com o apoio da Sema. Dai nossa intenção de ir a fundo na apuração desses possíveis desvios”, concluiu Tavares.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.