Vereadores aprovam Lei Orçamentária de Goiânia que prevê emendas impositivas

Foram incluídas 264 emendas ao projeto encaminhado pelo Paço Municipal

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou, por unanimidade, nesta terça-feira (12/12), o projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018, que estima a receita de Goiânia para o exercício financeiro do ano que vem.

Com a aprovação e sanção da lei que dá direito à 1,2% da receita estimada para emendas dos vereadores, os parlamentares apresentaram, ao todo, 264 emendas ao projeto encaminhado pelo Paço Municipal. Pela estimativa, isso significa que cada vereador tem direito a destinar R$ 1,5 milhão em recursos para obras e projetos em suas áreas de atuação.

Segundo o projeto encaminhado pela prefeitura e que tramita na Câmara, a receita para 2018 ficou estimada em R$ 5.034.358.000 e a despesa fixada em igual valor, com queda de 3,06% em relação ao valor estimado para 2017, que foi de R$ 5.193.333.00. A previsão é de que as receitas tributárias, oriundas dos impostos, taxas e contribuições dos cidadãos somem R$ 1.690.975.000. A despesa com o pessoal está prevista em R$ 2.421.846.000.

O relator do projeto, vereador Anselmo Pereira (PSDB), ressaltou que o projeto demonstra o compromisso do Legislativo com a gestão, inclusive com a possibilidade remanejar até 21% do orçamento.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.