Vereadora denuncia mudança que impede matrícula de crianças em Cmeis

Sabrina Garcêz diz que com nova medida, adotada pela prefeitura, houve redução de 5 para 3 anos a idade limite para matricular alunos. Mães foram pegas de surpresa

Vereadora Sabrina Garcêz (PTB)| Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A vereadora Sabrina Garcêz (PTB) denunciou em plenário, nesta terça-feira (30), que os Centros de Educação Infantil do Município (CMEIs) começaram a não aceitar matrículas de crianças com idade superior a três anos, encaminhando os pais para escolas que possuem turmas de pré-primário. Antes, a idade limite era de até 5 anos.

De acordo com a parlamentar, explicações já foram pedidas ao prefeito Iris Rezende (MDB) e ao secretário de Educação, Marcelo Ferreira da Costa. Além disso, a vereadora promete entrar na Justiça para garantir a matrícula das crianças para o próximo ano.

Sabrina destaca que, ao contrário das escolas primárias, os CMEIs atendem as crianças em período integral e ainda servem refeições. “Muitos pais estão preocupados com a mudança e é responsabilidade da Prefeitura oferecer vagas nos CMEIs para crianças com até cinco anos”, afirmou.

O Jornal Opção falou com uma das mães que não conseguiram rematricular o filho e passa pelo problema. Juliana Reis, que também representa as mães da região leste da capital, afirmou que foi pega de surpresa. “Para as mães e pais que trabalham fica muito difícil matricular os filhos em escolas que não oferecem período integral”, disse.

Em conversa com o conselheiro tutelar da Região Leste, Daniel Antônio, que foi acionado pelas famílias, ele explicou que a lei obriga o atendimento de pais que querem matricular os filhos de até cinco anos de idade, mas realmente não é o que está acontecendo. “A prefeitura não falou com a gente sobre o caso e os centros educacionais não estão se manifestando provavelmente por represálias da Secretaria de Educação”, alertou.

Ele reforçou que os pais procuraram o Conselho Tutelar para pedir auxílio, pois “muitas crianças precisam destes CMEIs tanto pelo horário integral quanto pelo reforço alimentar que recebem”.

À reportagem a Secretaria Municipal de Educação e Esporte informou que os Cmeis recebem alunos de 1 a 4 anos completos até 31 de março. As crianças com idade superior e que não são atendidas pelo Centros, são encaminhadas para as escolas mais próximas, as quais são previamente preparadas para absorver essa demanda. Sobre a mudança no limite da idade, nada foi dito.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.