Santana Gomes nega que indicação de Bessa para Educação tenha relação com retirada de assinatura da CEI do asfalto, em Goiânia

Segundo o parlamentar, o inquérito ainda não foi aberto formalmente e que deve avaliar assim que for feito

Vereador Santana Gomes (PRTB) | Foto: Antônio Silva / Câmara Municipal de Goiânia

A polêmica entorno da criação da Comissão Especial de Inquérito (CEI), para investigar o contrato de revitalização de 630 quilômetros de asfalto, em Goiânia tem chegado até as indicações e mudanças do secretariado no Paço Municipal. Porém, o vereador Santana Gomes (PRTB), que solicitou documentos a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), nega que a indicação do vereador Bessa para a pasta da Educação esteja ligada a retirada de assinaturas da CEI.

Santana Gomes, durante sessão realizada na Câmara Municipal nesta semana, protocolou o pedido para abertura da CEI. Até então, ele contava com 17 assinaturas, que são mais que suficientes para início da comissão.

Santana Gomes explica que ainda não houve a abertura formal da CEI. “Quando tiver eu vou olhar e avaliar. Se tiver retirada de assinaturas. Estou tranquilo. Não acredito que essa indicação tenha essa função. O que posso dizer é que o Bessa é um ótimo vereador, técnico e vai ser bom para a prefeitura”, pontua.

O vereador acrescenta que mesmo que não haja relação vai fiscalizar. “Se há essa intenção é  um movimento muito pesado para proteger uma empresa que nem de Goiás é. Minha função como vereador é fiscalizar. Eu não tenho intenção nenhuma de investigar o prefeito. Estou fiscalizando uma empresa com contrato vultuoso e que recebi diversas denúncias. Mas acredito que são duas coisas distintas [a indicação de Bessa e a CEI]”, afirma.

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quinta-feira, 25, o prefeito Rogério Cruz (Republicanos) salientou que a função do vereador é fiscalizar o Executivo e que já solicitou à área jurídica da prefeitura para avaliar as denúncias.

“A partir do momento em que recebemos a denúncia do vereador  trataremos de agir, estamos tratando com a controladoria e procuradoria da casa. Já fui vereador e nada mais justo que os da atual legislatura também sejam fiscais da prefeitura. Vamos tratar com a controladoria e procuradoria”, explica o prefeito.

Por nota, a Seinfra disse que todos os trabalhos relacionados a execução de obras obedecem rigorosamente as normas técnicas, de legalidade e transparência e que está aberta a prestar todos os esclarecimentos necessários. “Vale destacar que a Seinfra, no dia 10/03/2021, recebeu ofício da Câmara Municipal de Goiânia solicitando informações sobre a execução deste contrato e que nenhum indício concreto de irregularidade foi apresentado à Prefeitura. A Seinfra vai apresentar os esclarecimentos e documentos solicitados e que, caso seja constatado qualquer desvio ou irregularidades no cumprimento do contrato, punir na forma da Legislação os responsáveis”, diz trecho enviado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.