Vereador quer proibir porte de arma de fogo nas dependências da Câmara Municipal de Goiânia

Proposta do vereador Ronilson Reis visa, segundo ele, garantir a integridade dos servidores e vereadores

Ronilson Reis: vereador eleito pelo Podemos | Foto: Divulgação

O vereador Ronilson Reis (Podemos) protocolou na Câmara Municipal de Goiânia, nesta última quarta-feira. 14, um projeto de lei que proíbe o porte e a posse de armas nas dependências do Poder Legislativo, ou seja, em gabinetes, repartições, salas, corredores, estacionamentos ou veículos.

A proposta estabelece que só serão permitidos o porte e posse de armas por agentes de segurança pública “em efetivo serviço”. Dentre eles, são citados guardas municipais que estiverem em expediente; agentes de segurança privada contratados pela Câmara ou instituições financeiras que possuam postos de atendimento nas dependências do Legislativo municipal.

No texto, o vereador esclarece ainda que não se considera efetivo serviço os agentes que estiverem em inatividade, férias, afastamento temporário ou licenciados. “A Câmara é um espaço de debate. Muitos podem sair do campo ideológico, evoluindo para agressões verbais e até mesmo, em situações extremas, de agressões físicas. Isso interrompe o processo democrático e abre margem para precedentes criminais. Ou seja, a medida visa garantir a integridade dos servidores e dos vereadores”, argumenta Ronilson Reis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.