Vereador preso em operação dizia ser dono de carga roubada

Organização criminosa contava ainda com a participação de um policial civil que se ocupava de negociar produtos roubados junto aos receptadores

Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Carga | Foto: Divulgação

Um vereador da cidade de Davinópolis, um policial civil e uma terceira pessoa foram presos em flagrante na manhã desta sexta-feira (16/3) por comercializar cargas roubadas. Os criminosos agiam na região sudoeste de Goiás.

Tudo começou quando a Polícia Civil deu início às investigações de um roubo de dez toneladas de café na cidade de Paracatu, em Minas Gerais. A carga foi encontrada no município de Catalão e passou a ser monitorada.

Na manhã desta quinta-feira (15/3), o caminhão esteve no galpão, foi carregado com a carga roubada e partiu em direção à capital. Já em Goiânia, a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal abordaram os suspeitos que estavam em posse de 7,5 toneladas de café.

Ao continuar as diligências, a polícia identificou ainda que as outras 2,5 toneladas de café tinham sido vendidas para um supermercado no município de Inaciolândia. O dono do comércio foi preso pela receptação da mercadoria.

De acordo com o delegado Alex Vasconcelos, da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas, os três autuados foram reconhecidos pelo motorista da carreta e pelo comerciante como sendo as pessoas que negociaram e entregaram a carga.

Ainda segundo o delegado, o vereador anunciava que era dono dos produtos enquanto o policial se ocupava de fazer as negociação e vender as mercadorias roubadas junto aos receptadores. A terceira pessoa presa acompanhava o embarque, desembarque e trajeto da carga.

A Polícia Civil também identificou que dentro do galpão da organização criminosa em Catalão havia ainda uma carga de leite que foi roubada na cidade de Rio Verde no último dia 13.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.