Vereador denuncia falta de estrutura no Ciams Pedro Ludovico

Unidade de saúde de Goiânia tinha vidraças de portas e janelas quebradas e isolamentos improvisados com lona 

Ciams Pedro Ludovico | Foto: Reprodução / Google

Na madrugada desta sexta-feira (26/1), o vereador Jorge Kajuru (PRP) decidiu vistoriar as unidades de saúde de Goiânia. No setor Pedro Ludovico, ele encontrou problemas estruturais no Centro Integrado de Atenção Médico Sanitária (Ciams). A visita ao local foi gravada e o conteúdo publicado nas redes sociais do parlamentar.

Conforme as imagens, tanto a entrada principal e salas dentro da unidade de saúde estão com porta e janelas com vidraças quebradas, o que prejudica a segurança do local e a privacidade dos pacientes. Algumas das vidraças tinham sido substituídas por lonas.

” Há 10 dias atrás mostrei que aqui se cobria vidraças quebradas com lona, mas agora nem lona colocam mais. Agora temos salas com computadores e equipamentos protegidos apenas com um lençol. Custa colocar um vidro, prefeito?”, provocou.

Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde para esclarecimentos sobre a estrutura no Ciams Pedro Ludovico e a matéria será alterada assim que obtiver resposta.

 

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

ziro

Enquanto a reforma do cais do Jardim América, ao custo de pouco mais de R$1,5 milhão avança lentamente, destinada ao atendimento de milhões de munícipes, os desembargadores do tjgo constroem em área de preservação ambiental, em frente ao lago dos Buritis, um prédio de 10 andares, ao custo de R$10 milhões para estacionamento de veículos que servem os ilustres. Até quando a população vai suportar manter mormomias e super salários de monarcas? Até quando vamos ter que pagar uma das maiores cargas tributárias, taxas, custas e etc, as custas de desemprego, crises e injustiças para sustentar esse Estado omisso? Até… Leia mais