Vereador afirma que “força do poder econômico” calou toda a mídia no caso Nexus

Djalma Araújo fez discurso contundente na manhã desta quarta-feira (25/11) destacando a atuação do Jornal Opção. Que é única

Vereador Djalma Araújo (Rede) e o empresário Ilézio Inácio | Fotos: Alberto Maia / Marcello Dantas

Vereador Djalma Araújo (Rede) e o empresário Ilézio Inácio | Fotos: Alberto Maia / Marcello Dantas

O vereador Djalma Araújo (Rede) usou a tribuna na manhã desta quarta-feira (25/11) para questionar o silêncio da mídia goiana com relação ao caso do megaempreendimento Nexus Shopping & Business.

De autoria da Consciente Construtora e da JFG, comandadas por Ilézio Inácio Ferreira e Júnior Friboi, a obra está sob suspeita de fraude e é investigada pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e pela própria Câmara Municipal de Goiânia.

Segundo o parlamentar, os empresários “compraram” toda a imprensa. “O Nexus é uma das coisas mais absurdas que já vi em minha vida e a mídia não fala nada. Está sendo censurada pela força do poder econômico”, criticou ele.

Uma reportagem exclusiva do Jornal Opção mostrou uma possível falsificação de assinaturas em uma pesquisa de opinião feita para “avaliar” como a população receberia o monstruoso empreendimento que pretende ser construído no entroncamento das avenidas 85 e D, no Setor Marista.

Um perito criminal chegou a atestar a altíssima possibilidade de que as rubricas tenham sido feitas pela mesma pessoa. Os responsáveis pelo questionário, Construtora Milão e Magna Barbosa de Queiroz. não conseguiram esclarecer as dúvidas levantadas pelo jornal.

A fragilidade do Estudo de Impacto de Vizinhança do Nexus ficou tão evidente a partir da matéria que o MPGO confirmou que pedirá a realização de um novo estudo.

Mesmo diante de tantos fatos, e até uma ação popular que corre na 2ª Vara da Fazenda Pública de Goiânia, não há divulgação nos veículos goianos.

“Com exceção do Jornal Opção, por que a mídia está calada? Pegar o pequeno é fácil. Vão atrás dos grandes”, arrematou Djalma Araújo.

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.