Vanderlan pede que eleitor faça sua própria pesquisa de intenção de votos

Candidato ao governo estadual pelo PSB se manifestou contra os números de dois levantamentos divulgados no domingo. Em ambos, ele apareceu na terceira colocação

"O que eu peço ao cidadão goiano é que faça sua própria pesquisa e vai ver números divergentes dos divulgados ultimamente", disse Vanderlan Cardoso | Foto: Reprodução

“O que eu peço ao cidadão goiano é que faça sua própria pesquisa e vai ver números divergentes dos divulgados ultimamente”, disse Vanderlan Cardoso | Foto: Reprodução

O candidato ao governo de Goiás Vanderlan Cardoso (PSB) repercutiu as pesquisas de intenção de votos para o Palácio das Esmeraldas divulgadas pelos institutos Fortiori e Serpes no fim de semana. Segundo nota enviada nesta segunda-feira (18/8), o ex-prefeito de Senador Canedo voltou a discordar dos resultados, afirmando que levantamentos internos apresentam outros panoramas.

“Existem pesquisas para todos os gostos. Há aquelas que colocam um determinado candidato à frente, outras que colocam outro candidato na primeira colocação. Temos feito pesquisas quantitativas e qualitativas internas que visam nortear nosso trabalho e que mostram resultados diferentes. O que eu peço ao cidadão goiano é que faça sua própria pesquisa e vai ver números divergentes dos divulgados ultimamente”, disse o postulante.

No levantamento Fortiori/Jornal Opção, o governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) manteve os 38% da pesquisa anterior, seguido de Iris Rezende (PMDB), com 26% das intenções de voto. Em terceiro lugar, vem o pessebista, com 8%, seguido por Antônio Gomide (PT), com 7%. Em ambos os casos, houve manutenção dos resultados em relação à última rodada da pesquisa.

Os dados foram coletados entre os dias 10 e 13 deste mês e ouviu 1.000 eleitores. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos dentro de intervalo de confiança de 95%.

Na pesquisa estimulada do instituto Serpes, apresentada pelo jornal “O Popular”, Vanderlan Cardoso também aparece com 7%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.