Vanderlan lança aplicativo para eleitor participar de Plano de Governo

Ferramenta também poderá ser utilizada para que aliados, equipes e eleitores possam acompanhar sua agenda e eventos

Fabia Oliveira, Thiago Albernaz, Vanderlan e Fabiana Oliveira: as gêmeas criaram o app

Fábia Oliveira, Thiago Albernaz, Vanderlan e Fabiana Oliveira: as gêmeas criaram o app

O candidato da coligação Uma Nova Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSB), lançou nesta quinta-feira (13/10), o aplicativo Vanderlan40, para que aliados, equipes e eleitores possam acompanhar sua agenda e eventos, durante encontro com blogueiros e colunistas da capital.

Além de saber de todas as notícias do candidato, o internauta pode acompanhar a agenda, com rotas e localização de como chegar aos encontros, caminhadas e outras atividades de campanha neste segundo turno das eleições municipais.

Um dos pontos fortes do aplicativo é a interação, pois o eleitor pode avaliar e dar opinião sobre o Plano de Governo, inclusive fazendo sugestão de propostas. “Temos de nos sintonizar com os anseios da população. As pessoas querem ser ouvidas e ver suas opiniões levadas em conta”, justifica Vanderlan. Os internautas poderão fazer suas participações por texto, áudio, vídeo, foto ou imagem.

Para Vanderlan Cardoso, a tecnologia tem de servir para aproximar as pessoas do poder público, encurtando distâncias, mas também barateando os custos dos serviços e, ao mesmo tempo, aumentado a qualidade e celeridade da prestação.

Em seu plano de governo, o candidato do PSB propõe a utilização de todas as ferramentas digitais disponíveis para aproximar as pessoas da Prefeitura. “Nas oito administrações regionais que vamos criar, essas ferramentas serão amplamente utilizadas”, disse.

Para Fábia Oliveira, CEO da Startup que criou o aplicativo, a ferramenta é de fundamental importância para aproximar os eleitores, dar oportunidade de fato de participarem com suas ideias para o plano de governo. “Eles podem mandar o seu recado e sua “bronca” em relação à administração municipal”, reitera Fábia, que também é gestora pública.

whatsapp-image-2016-10-15-at-09-41-07

Polo tecnológico

Entre as metas para a área de tecnologia do Plano de Governo, se destacam o polo tecnológico e a ampliação de incentivo fiscal para atração de novos investidores e empresas multinacionais para Goiânia. De acordo com Vanderlan, o atual modelo desestimula investidores e abertura de novas empresas, por ser muito burocrático.

A ideia do candidato é facilitar a instalação de empresas com incentivo fiscal mais amplo e atrativo. “Vi como funciona o polo tecnológico por aqui. Os incentivos oferecidos precisam ser renovados todo ano. Qual empresário, qual multinacional vai querer investir desta forma, sem a certeza de que terá renovação ou não?!”, indaga.

Vanderlan buscou modelo aplicado em cidades como Campinas, Londrina e Maringá. Nessas cidades, os incentivos fiscais chegam a 20 anos, o que as tornam mais atrativas para as empresas. Além disso, observou que a desburocratização é essencial para o crescimento da cadeia produtiva.

Ele afirma que pretende trazer o modelo de Campinas, adaptada à realidade de Goiânia. “Com a desburocratização e os incentivos, o polo tecnológico de Campinas explodiu, puxou junto o setor hoteleiro e, com isso, passou a gerar mais impostos e renda”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.