Vai a júri popular servente de pedreiro que matou moradora de rua a facadas

Crime aconteceu em 1º de fevereiro de 2020, na Vila Jardim São Judas Tadeu, em Goiânia.

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia, vai presidir nesta terça-feira, 30, a partir das 8h30, o julgamento do servente de pedreiro Gustavo Pereira Tomaz, de 21 anos, acusado pela morte da moradora de rua Luíza Helena da Silva. O crime aconteceu em 1º de fevereiro de 2020, na Vila Jardim São Judas Tadeu, em Goiânia.

No dia do crime, a vítima se encontrou com o denunciado na rua, o qual é usuário de drogas e, por motivos que não foram esclarecidos, o homem se desentendeu com ela, momento em que desferiu golpes de faca em Luíza, causando a morte dela.

O corpo da moradora foi encontrado por terceiros. O autor foi preso em flagrante. Com ele foram apreendidas as roupas usadas no dia que cometeu o fato criminoso. Ele vai responder por homicídio simples.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.