Uso de tinta de cabelo e alisamento pode estar ligado ao câncer de mama, revela pesquisa

Cientistas acompanharam 50 mil mulheres e risco aumenta em 30% em grupo que utiliza químicos com frequência

Foto: reprodução

Uma pesquisa que indica que o uso contínuo de produtos químicos no cabelo por estar relacionado a maior risco de câncer de mama vem preocupando os adeptos das intervenções capilares. A pesquisa publicada pelo “International Journal of Cancer” acompanhou 50 mil mulheres americanas durante oito anos e agora revela a ligação da doença aos produtos.

Durante oito anos, as 50 mil mulheres viveram suas rotinas normais. No cruzamento de dados, entre as que usaram tinta de cabelo, o risco de desenvolver a doença foi de cerca de 10% a mais que em comparação com as que não tinham utilizado. Entre os produtos estão as tinturas e os alisantes. A parcela com maior risco foi a de mulheres que utilizam os químicos com curtos intervalos, entre cinco e oito semanas, nesse grupo, as chances foi 30% maior.

Segundo os cientistas responsáveis, os químicos utilizados penetram a pela e acessam o organismo. O caminho, segundo eles, é justamente evitar a utilização dos produtos, a fim de reduzir as chances da doença.

Representantes do setor, no entanto, discordam do apontamento. A diretora-geral da Associação de Produtos de Higiene Pessoal e Perfumaria e farmacêutico do Reino Unido afirma que embora as novas informações tragam o apontamento preocupante, é necessário que seja submetida a revisões.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.